quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

NOVAS ARQUITETURAS PARA A

GESTÃO MUNICIPAL:

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRAVIVA DE PREFEITURAS

APRESENTAÇÃO

Partindo-se do novo referencial das políticas públicas de que o Município é, de fato, a única

esfera concreta em termos de gestão pública pois é nele que estão as pessoas e que os

problemas existem, há, igualmente, uma nova preocupação em se repensar a ação política

para este tipo de gestão, requerendo, portanto, um novo paradigma de gerenciamento

municipal, cujos instrumentos e referenciais aqui apresentamos.

De um modo geral os modelos de gestão de prefeituras, notadamente, com referência às

cidades do interior não evoluem há décadas. Enquanto as tecnologias mudam, as políticas

humanas e sociais avançam nossas prefeituras continuam sendo geridas dentro de

concepções muito mecânicas, fechadas, pequenas, dicotômicas, negando a globalidade e as

formas sistêmicas de pensar e de fazer as coisas, daí as crises, os problemas, as dificuldades,

enfim, os males que precisam ser superados com a máxima urgência.

Repensar a questão da gestão, a multiplicidade, a democracia, a economicidade frente à

carência gradual de meios e recursos é, justamente, a tônica do presente trabalho.

Modernizar técnicas, facilitar acessos, reduzir burocracias, ampliar o horizonte da gestão

rumo à melhoria da qualidade de vida das pessoas pela via da gestão, especialmente, do

executivo municipal é, justamente, a proposta do que aqui buscamos facilitar.

Governar o município para as pessoas, reconduzir e ampliar a questão da ética, fundir

princípios democráticos, modernizar técnicas, humanizar processos com uma nova

roupagem profunda e ecológica nos fatores infra-estruturais, na educação, na saúde, no

saneamento, no planejamento, na economia e nas políticas públicas do governo, é, enfim, a

nosso ver, a melhor forma de governar nossas cidades que é o que aqui buscamos.

OBJETIVOS

Qualificar as pessoas para o efetivo exercício moderno, atual, democrático, ético e

econômico para a gestão municipal, atendendo aos desafios do III milênio e, com vistas à

superação da crise porque passa tais organizações dentro do atual momento histórico

brasileiro.

Elaborar, em conjunto, um Novo Plano Gestor do Município, assessorando a

implementação de renovadas políticas públicas fundamentadas na ética, na eficiência e no

compromisso dos gestores municipais e seus assessores diretos, indiretos, auxiliares e

pessoal técnico, adotando uma nova metodologia de ação neste sentido.

METODOLOGIA

A presente proposta de trabalho parte de um modelo sistêmico, generalista, de base

comum, que, caso a caso se diversifica de conformidade com os sistemas com os quais se

trabalha, considerando a realidade da prefeitura, o tamanho da cidade, a complexidade dos

problemas e a linha de governo adotada naquele momento. Desta forma, as palestras, os

workshops e os planos de trabalhos se diversificam em relação às temáticas trabalhadas,

tendo sempre como base: a) a visão sistêmica; b) os métodos ativos de aprendizado com

indução e dedução (simultâneas); argumentação, sistematização e conclusão de

aprendizagem e de aplicação dos métodos e processos; c) dinâmica de grupo explícita;

estudos de casos; iniciação à pesquisa, coleta de dados, diagnóstico, implementação

experimental com acompanhamento e feedback contínuo de todos os processos. Uso de

textos, vídeos, documentários e demais técnicas de enriquecimento do processo e do

produto do ensino, da aprendizagem e da implementação da proposta.

PÚBLICO ALVO

- Prefeitos, vereadores, gestores municipais, assessores, coordenadores, técnicos e gerentes

de projetos e demais profissionais diretos e indiretos da gestão municipal.

- Servidores em geral, com grupos representativos dos vários segmentos e dos níveis

hierárquicos diversos de cada instituição efetivamente trabalhada.

Servidores públicos em cargos de assessorias, gerencia, projetos diversos. E equipes

diversificadas de trabalho, assistência e apoio.

- Grupos representativos dos vários níveis hierárquicos, segmentos e áreas de trabalho da

organização específica, e, especialmente, munícipes e/ou representantes de interesse na

gestão pública municipal.

PROGRAMAÇÃO

 Concepções e modelos de planejamento e gestão pública municipal – principais

vantagens, desvantagens e métodos de implementação devidamente

apropriados.Propostas, mudanças e elaboração de planos organizacionais dentro

dos critérios da modernidade.

 Concepções e necessidades de mudanças de paradigmas dentro dos processos de

planejamento e gestão: Antigo modelo Estrutural-Funcionalista (definitivamente

superado e a Proposta de Novas Arquiteturas para a Modernização da Gestão

Municipal a ser implementada como perspectiva de sucesso .

 Conhecendo as pessoas e formando equipes de trabalho otimizadas, considerando:

as diferenças individuais, aspectos personalísticos, jogos de poder, relações

humanas, dificuldades, facilidades, intermediando a relação da pessoa ao trabalho,

seus objetivos e metas com vistas à plena satisfação de todos.

 Fases, etapas, ciclos e mine ciclos do Novo Plano Gestor do Município com busca

do entendimento de atividades técnicas e políticas e foco no Processo de Tomada

de Decisões.

 Coleta de dados e levantamento de necessidades e problemas.

 Priorização e análise processual dos problemas para o profundo entendimento dos

aspectos multifatoriais com os quais trabalhar.

 Elaboração das Matrizes Vetoriais de Problemas e Operações para a definição de

Políticas & Diretrizes para o novo Plano de Ação a ser implementado.

 Implantação, acompanhamento, feedback e retroalimentação contínua dos

processos e resultados.



Facilitador e Responsável pelo Projeto:

Antonio da Costa Neto – administrador e licenciado em Letras

pela PUC/GO. Especialista em Gestão Humana, Planejamento e

Administração Empresarial e Processos de Administração

Pública. Mestre em Políticas e Administração da Educação pela

Universidade Católica de Brasília – UCB. Autor da Metodologia

de Planejamento Sistêmico Contingencial aplicado aos processos

de gestão empresaria e administração pública. É pesquisador e

conferencista nas áreas de educação, atualização de professores,

mudanças organizacionais. Desenvolve projetos de consultorias,

intervenções organizacionais e educacionais. Autor de vários

livros e artigos científicos nas áreas de educação e gestão. Escreve

publica no blog: mudandoparadigmas.blogpspot.com

Datas previstas:

 Palestras demonstrativas gratuitas que poderão ser ministradas por meio de solicitação

prévia de conformidade com o interesse da Prefeitura. Agende a sua em tempo hábil

junto ao Espaço Multiplicidade.

 Workshops: intensivos com 40 horas/atividade previstas para, em princípio, sextas

à noite, sábados o dia todo e domingos até às 14:00h (podendo, de acordo com

negociações serem agendadas outras propostas: durante a semana, etc.).

 Implementação: negociada caso a caso, de conformidade com as áreas de trabalho e

a complexidade da situação específica.

Investimento:

 R$ 1.000,00 (hum mil reais) por vaga para o workshop de 40 horas/atividade –

preços negociáveis com grupos fechados.

Nenhum comentário: