quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Deus escolhe as mães


...Tente imaginar Deus pairando sobre a Terra e selecionando as mães com grande cuidado e deliberação. Enquanto observa, Ele instrui ao seu anjo a tomar notas em um livro gigantesco:
- "Beth Arminstrong, filho, santo protetor, Matheus
- Marjorie Forest, filha, santa protetora, Cecília.
- Carrie Rudledge, gêmeos, santo protetor... Dê a ela São Geraldo. Ele está acostumado a ouvir impropérios."
Finalmente, Ele passa um nome ao anjo e sorri: - "Dê a ela um filho cego."
O anjo fica curioso: - "Por que, Senhor? Ela é tão feliz."
- "Exatamente por isso", responde Deus. - "Como eu poderia dar uma criança com deficiência a uma mãe que não soubesse rir? Isso seria uma crueldade."
- "Mas ela tem paciência?" Pergunta o anjo.
- "Eu não quero que ela tenha paciência demais, porque é justamente a paciência que ela vai aprender a desenvolver. Quando o choque e o ressentimento passarem, ela vai saber cuidar da situação."
- "Mas Senhor, acho que ela nem acredita na sua existência."
Deus sorri. - "Isto não importa. Eu posso dar um jeito nisso. Esta mulher é perfeita. Ela tem a dose certa de egoísmo."
O anjo se surpreende: - "Egoísmo? Mas isso é uma virtude?"
Deus confirma com um movimento de cabeça. - "Se ela não conseguir se separar da criança de vez enquando, para tratar de si mesma, não vai sobreviver. Além disso, se por um excesso de dedicação ela superproteger o menino, criará um ser fragilizado. Sim, aqui está a mulher que eu abençoarei com um filho imperfeito.
Ela vai levar tempo para descobrir as bênçãos que isto lhe trará. Mas aos poucos, ela deixará de achar - como a maioria das pessoas - que os progressos e as conquistas são comuns e naturais e passará a valorizá-los como uma fonte de alegria. Ela irá vibrar a cada pequeno passo à frente.
Quando o seu filho disser 'Mamãe' pela primeira vez, ela vai sentir que estará assistindo a um milagre e ficará maravilhada! E já pensou a emoção quando ele reconhecer um objeto com o toque das mãos. Quando ela precisar de descrever uma árvovre florida - um ipê amarelo bem carregado ao pôr do sol - ao seu filho cego? Ela os verá como muito poucas criaturas jamais viram as minhas criações. E os perfumes da natureza inebriarão o seu olfato quando ela perceber a importância que têm para seu filho."
- "Vou permitir a ela ver todas as coisas que eu vejo - ignorância, crueldade, preconceito - e dar oportunidade para que as supere. Ela nunca ficará sozinha. Eu não só estarei a seu lado em todos os minutos de cada dia de sua vida, como me manifestarei em cada gesto de coragem e amor que esta mulher tiver..."
- "E qual será o santo protetor?" Pergunta o anjo, com a caneta suspensa no ar...
Deus sorri. - "Um espelho bastará!..."
____________
Erma Bombeck


2 comentários:

MIster Teles, o Musical disse...

É um texto muito bonito! Eu já tinha ouvido falar nessa história de que Deus escolhe as maes, na verdade, eu já ouvi falar numa visao espírita de que somos nós que escolhemos nossas mães antes de virmos ao mundo. é um pouco complicado de pensar nisso em relacao a crenças, mas por outro lado, é bonito de se imaginar que escolhemos nossas mães. Parabens pelo texto bonito q vc postou aqui. Uma homenagem as mamaes! :-)

Danielle Ferrari disse...

MEU DEUS É MARAVILHOSO, INESPLICAVEL, PODER DE CRIAR UM SER DENTRO DE OUTRO SER....OBRIDADO MEU DEUS PELA VIDA DO DAVI MEU FILHO AMADO QUE COMPLETA 9 ANOS DIA 11 DE DEZEMBRO........TE AMO DAVI